Você sabia?

Embora fosse sua descendente Isabel I que se tornaria conhecida como tal pela sua dramática ascensão ao trono em 1474, a primeira rainha reinante de Castela foi na verdade Urraca, soberana entre 1109 e 1126. Ela era a filha mais velha sobrevivente do rei Afonso VI, e no mesmo ano em que se tornaria rainha, casou-se pela segunda vez, a pedido do pai, com o rei de Aragão. Apesar de possibilitar pela primeira vez uma união peninsular dos reinos, a união seria desfeita pouco depois devido às alegações de maus-tratos conjugais feitas por Urraca.

Decidida, ambiciosa e pragmática, indo inclusive à guerra contra o rei de Aragão para manter a nulidade do casamento, Urraca seria uma bem-sucedida monarca que preservaria a integridade do reino mesmo com todos os desafios contra o seu gênero. Indo contra todas as expectativas, ela não apenas não se casaria novamente como também, numa estratégia para estabilizar Castela politicamente e manter o poder apenas em suas mãos, cultivaria ligações amorosas com os principais nobres do reino, casos que gerariam pelo menos um filho ilegítimo. Depois de quase 30 anos de reinado, Urraca seria sucedida após sua morte pelo filho de seu primeiro casamento, Afonso VII.

Urraca de Castela
Urraca de Castela